Pé de Porco

Uma constatação intrigante: Experimentei diversos pratos típicos de BH, tais como Feijão Tropeiro, Frango ao Molho Pardo, Angu e o clássico Pão de Queijo… mas o que mais me marcou nessa viagem, sem dúvida, foi o trivial e insólito Pé de Porco. Seguem, portanto, dois ótimos locais em que pude provar essa exótica iguaria.

Bar do Antonio

Pintado em tons de vermelho queimado (ou pelo menos é a cor que imagino ser) e com muitas mesas na calçada, esse foi o Bar eleito pela Revista Veja BH – Comer e Beber 2011 – com a melhor cozinha.

Pepino:

Aqui tive meu primeiro contato com o petisco. Cortei o Pé de Porco com a faca em pequenos pedaços, à procura de carne, porém logo notei que só iria encontrar cartilagens, tendões e gordura pura. Na primeira bocada, uma surpresa: Os sabores eram incrivelmente marcantes e agradáveis, além disso, supreendeu (e muito) a maneira como essa meleca gelatinosa se liquefazia nas papilas degustativas. Foi paixão à primeira mordida. Pede companhia de uma Bohemia gelada.

Cheguei cedo e o atendimento foi ok. Pelo que li em outros Blogs, há problemas quando o público aumenta.
Fica a sugestão desse local bacana para encher a pança com boa comida e cerveja no ponto.

Preço:
Pé de Porco R$ 13,50
Cerveja R$ 6,00

Vallet:
Não tem

Local:
Rua Flórida, 15 – Sion (Belo Horizonte)

Site:
Acho que não tem

Bar Mercado Central

Localizado no Mercado Central, desde 1964, é bem simples no arranjo. Os comensais têm que ficar de pé (não que isso seja problema), seja no balcão, seja nas mesas sem cadeiras.

Pepino:

Estava receoso de pedir novamente o Pé de Porco, pois achei que minha experiência anterior não poderia ser melhor… mas, afortunadamente, foi tão bom quanto.
Dessa vez, observei o traquejo do vizinho no manuseio do bicho e, como ele, usei as mãos para comer (fazendo uma melequeira danada). Cozida a ponto de ficar super macia, a receita deixava uma gloriosa e espessa película de gordura nos lábios.

O serviço foi típico de lanchonete, rápido e funcional.
Quando vi o lugar não botei tanta fé. Tinha outros Bares no Mercado que pareciam muito mais aprazíveis. No fim das contas, entretanto, foi uma das melhores experiências que tive na viagem.

Preço:
Pé de Porco (unidade) R$ 4,00

Vallet:
Não tem

Local:
Avenida Augusto de Lima, 744 – Centro (Belo Horizonte)

Site:
Acho que não tem

Tags: , ,

5 Respostas to “Pé de Porco”

  1. Adrina Says:

    Eu moro a um quarteirão do Bar do Antônio e vou às vezes, apesar do péssimo atendimento quando está cheio. Quanto ao Mercado Central… ah, o Mercado. Amo! Que bom que gostou de BH! Venha de novo, traga a consorte e avise pros leitores mineiros – quem sabe a gente não se encontra?

  2. Marcelo Says:

    Os franceses, que sabem das coisas, dizem que ‘no porco tudo é bom’.
    Por outro lado, nunca se despreza um Bar no Mercado público – se vc não comer bem ali dificilmente comerá bem na cidade que o sedia, é uma regra gastronômica.
    E eu espero que vc tenha aproveitado para comprar queijo (Minas evidentemente), linguiça, doce de leite e goiabada no Mercado de Beagá!
    abs

    • Peps Says:

      Concordo 100% com os franceses. E, verdade, o mercado uma boa amostra do que a cidade tem a oferecer, estamos descobrindo isso “in loco”.
      Pô, comprar mesmo foi só o doce de leite, fui na viagem só com uma mochila e não cabia muita coisa, mas comi esses trens lá por lá mesmo!
      Abs!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: