Posts Tagged ‘bueno’

Bueno

16/02/2012

O Bueno (um dos meus locais favoritos no bairro da Liberdade) começou a funcionar também na região da Paulista, por enquanto apenas no horário do almoço.
A ambientação foge completamente do esquema “roots” que reina no primeiro estabelecimento do ex-Sumotori Fernando Kuroda. Está tudo mais aclarado e simples.

Pepino:

Agora no cardápio prevalecem os Teishokus (pratos executivos), sendo quatro principais (Salmão Grelhado, Frango Empanado ao Molho Ponzu, Curry e Croquete de Batata com Carne) e duas sugestões variáveis ao dia.
Eu escolhi uma das sugestões, meu precioso, o Buta no Kakuni – pedaços de pancetta ou, como no dia da visita, costela de porco cozidos no molho shoyu por horas e horas até quase derreter –, que aqui vêm acompanhados de Arroz, Missoshiru, Ovo com Nirá, Berinjela com Missô e Pepino agridoce. Tudo muitíssimo bem preparado. É um prato que sempre desejei que existisse no “antigo” Bueno.

Tive um atendimento simpático e rápido, mas quando o movimento aumentar (e deve ser logo) acho que uma só pessoa não deve dar conta do salão.
Mal abriu as portas e já me conquistou. Ainda trabalho por perto, baterei cartão na certa!

Preço:
Buta no Kakuni R$ 29,00
Chá Verde gelado R$ 4,50

Vallet:
Não tem

Local:
Alameda Santos, 835 – Cerqueira César

Site:
Acho que não tem

Anúncios

Bueno

08/01/2010

Este discretíssimo restaurante era o escolhido para ser o primeiro Post do nosso Blog, mas por problemas “técnicos” (vergonha de sacar a máquina fotográfica) deixamos para outro dia. Hoje, munidos com um celular de boa resolução, voltamos ao Bueno.
Aos aventureiros de primeira viagem aviso que o local não tem sinalização ou qualquer indício de que ali funcione um restaurante. Empurre a porta escura de correr sem medo.
O interior é muito bacana, parece um pedacinho do Japão aqui em São Paulo. Conta com um balcão, um estreito corredor, fotos do dono da casa (Kuroda, um ex-Sumotori) nas paredes, garrafas de Sakê e Whisky expostas na prateleira, entre elementos típicos japoneses. Ajuda a entrar no clima a TV, sempre passando vídeos de J-Pop e a clientela, sempre falando nihongô.

Pepino:

Começamos pedindo uma porção individual de Porco. Considero essa uma das melhores carnes de Porco que já comi. É bem molinha (desmancha com o hashi), temperada e molhada – deve ficar um longo tempo cozinhando no maravilhoso caldo da casa – até a gordura é gostosa! A Batata me repreende, mas não consigo deixar de comer.

A Batata continuou a glutonice pedindo o Okonomiyaki, uma mistureba de repolho, purê de abóbora, molho barbecue, maionese, peixe seco e algas. O toque do Kabocha (abóbora) deixa o Okonomiyaki com um sabor diferente (e melhor) de todos outros que já provei. O prato é grande, acho melhor dividir entre duas pessoas, pois o tempero é forte e começa a enjoar um pouco no final.

Eu pedi o Chanko Nabe, caldeirada servido aos lutadores de Sumô, na opção Missô. Esse vem com Porco, missô, acelga, cebola, shimeji, shitake e tofu. O prato é bem levinho, vem mais caldo do que os ingredientes. Uai, e por que os Sumotoris são gordinhos? “É porque eles comem em grandes quantidades e com muito arroz”, explica Kuroda.

No final você pode optar por deixar um pouco do caldo sobrar e finalizar com arroz, ovo e cebolinha – O Ojiya – ou transformá-lo num Udon, com macarrão, ague e cebolinha. Escolhi o Ojiya. O ovo esquenta no caldo borbulhante e vira uma pasta divertida com sabor saudosista, a Batata recordou de um prato que a Vó dela fazia.

O pessoal da casa manda bem, todos são simpáticos e eficientes. Impressionante que um deles é poliglota, contei pelo menos 3 línguas, além do português!
É um lugar ainda não muito explorado que oferece uma faceta diferente da culinária japonesa. Adoramos e recomendamos.
Detalhes: Não aceita cartões de Débito ou Crédito, funciona de Terça a Domingo só na janta e convém reservar: 3203-2215.

Preço:
Porção Individual R$ 9,00
Okonomiyaki R$ 29,00
Chanko Nabe R$ 25,00
Finalização Ojiya R$ 8,00
Ocha R$ 2,00

Vallet:
Não sei se tem convênio

Local:
Rua Galvão Bueno, 458 – Liberdade

Site:
Acho que não tem