Posts Tagged ‘dalva e dito’

Desaventuras na Madrugada

26/04/2012

Diálogos da semana passada:

16/04 09:14 Pepino: Vamos pro “Mercado”, na madrugada do dia 21?
17/04 21:54 Batata: Vamos!

18/04 08:00 Folha:
Barraca de chefs abre discussão sobre a proibição à comida de rua
20/04 00:00 Época/Globo:
Feira gastronômica da madrugada reúne 13 chefs em Higienópolis
20/04 15:32 Guia da Folha:
Chefs vendem comida por no máximo R$ 20 em feira na madrugada

21/04 14:30 Cláudio: Vai lotar, hein!
21/04 14:31 Mayumi: Vamos, gente?
21/04 14:32 Pepino: Vamos passar na frente e ver como está. Que divulgação sem noção, cabem 150 pessoas lá dentro.

21/04 22:50 Batata: Nossa! Olha a fila!
21/04 22:51 Bruno: Chuto que deve ter umas 450 pessoas na fila…
21/04 22:52 Todos: Ah não! Vamos tentar outro lugar!
21/04 22:53 Pepino: Tem a “Galinhada” no Dalva e Dito…
21/04 22:54 Mayumi: Então tá.

21/04 23:40 Batata: Oi, tem lista de espera?
21/04 23:41 Atendente: Tem sim, a previsão é de 40 minutos após o ínicio da “Galinhada”, à meia-noite.
21/04 23:42 Batata: Ok, vamos aguardar.

21/04 23:50 Bruno: Tem café?
21/04 23:51 Bar: Tem, mas a espera é de meia hora.
21/04 23:52 Bruno: WTF? Precisa não.

22/04 00:10 Batata: Oi! Vocês poderiam trazer mais cadeiras para gente não esperar em pé?
22/04 00:11 Atendente: Sinto muito, no momento não vai dar.

22/04 00:50 Batata: Moço, aquela mesa todo mundo acabou de comer, só que eles desceram para o “Samba” no salão de baixo.
22/04 00:51 Atendente: Não podemos fazer nada.

22/04 01:40 Atendente: A mesa de vocês foi liberada.
22/04 01:41 Batata: Nossa, duas horas depois…

22/04 03:00 Pepino: Olha a fila para pagar…
22/04 03:30 Batata: Meia hora para pagar!

Dalva e Dito

13/02/2011

Em reforço à tradição boêmia da cidade, o Dalva e Dito começou a servir – somente aos sábados e depois da 0:00h –  um prato antes restrito para a equipe do Chef Alex Atala, a “Galinhada da Madrugada”.
A idéia nasceu dentro do Restaurante D.O.M., a cada sábado um cozinheiro é designado para fazer o jantar para o restante do grupo. E a receita mais festejada, sempre, é a galinhada preparada pelo Subchef Geovane Carneiro. Não tardou para os clientes descobrirem e pedirem para fazer parte deste momento, que agora é aberto ao público.

Pepino:

Após breve confusão na organização da fila (liberada 0:40h), enchemos nossos pratos com as opções do Buffet, a saber: Pão fresquinho, arroz branco, arroz temperado, quiabo, a tal galinhada, pirão, farofa, costela suína e asa de frango assada (na “Ferrari das televisões de cachorro”).
Achamos a refeição bem completa e aprovamos, principalmente, a estrela da noite. Com sabor sincero e sem frescuras, é feita com galinhas marinadas por oito horas e refogadas por outras cinco em fogo brando com cebola, alho, pimentão vermelho, tomate, manjericão, hortelã, colorau e salsinha. Vem corretamente misturada com coração, moela, fígado e outros miúdos.

Como pontos negativos da noite, citamos a música de fundo, alta além da conta, e o serviço, despreparado com a atípica movimentação.
Trata-se de uma oportunidade interessante para conhecer essa renomada casa a preços condizentes.

Preço:
“Galinhada da Madrugada” R$ 29,00
Suco R$ 8,00
Refri R$ 4,50

Vallet:
Sim e não foi cobrado

Local:
Rua Padre João Manoel, 1155 – Jardins

Site:
http://www.dalvaedito.com.br